Home OutrosAnti-fraude Biometria facial: o que é e como funciona na validação de identidade

Biometria facial: o que é e como funciona na validação de identidade

by Nathalia Paz
biometria-facial

Você já deve ter presenciado ou até mesmo vivenciado uma situação em que um smartphone é desbloqueado por meio de reconhecimento facial. Essa tecnologia tem sido cada vez mais utilizada como meio de identificação e, por isso, vamos abordar neste post as principais vantagens da biometria facial.

Mas, afinal, o que é a biometria facial? Trata-se de uma categoria de software que mapeia matematicamente as características faciais de um indivíduo e os armazena como uma impressão facial. Ele faz uso de algoritmos para comparar a imagem real com a imagem digital armazenada e, assim, verificar a identidade.

Para saber mais como a biometria facial funciona e quais são suas vantagens para a validação de identidade, continue a leitura.

Como funciona a biometria facial?

São identificados 80 pontos nodais de uma face, ou seja, pontos de extremidades usadas para medir variáveis: o comprimento ou a largura do nariz, a profundidade dos olhos e o formato das maçãs do rosto, por exemplo. A partir da captação dessas características, o sistema armazena os dados e cria uma impressão facial, que será utilizada para validação e identificação.

Quais são as vantagens de usar a biometria facial na validação de identidade?

A tecnologia de reconhecimento não deve ser utilizada sozinha, pois é preciso um conjunto de informações para confirmar a identidade de uma pessoa. No entanto, quando combinada com outros recursos, como documentoscopia, OCR e outros, é possível confirmar a veracidade dos dados do usuário com maior acurácia.

Utilizar uma tecnologia de biometria facial, nesse contexto, aumenta a segurança nos processos da empresa. Dessa forma, reduz-se drasticamente as fraudes de identidade e os golpes aplicados com informações de outras pessoas. A combinação desses recursos de validação impedem que um usuário seja aceito no processo de onboarding da empresa usando o dado de outra pessoa ou um documento falso, por exemplo.

Além disso, ao contar com um bom fornecedor, a empresa consegue diminuir os pontos de fricção no processo de cadastro. O cliente faz todo o processo de forma rápida, sem dúvidas com total confiança.

Como fazer biometria facial como medida de segurança?

A utilização do reconhecimento facial vai muito além do desbloqueio do celular — ela vem sendo cada vez mais implementada como forma de segurança. Alguns exemplos da sua aplicabilidade são:

Prevenção a fraudes de identidade

Com a utilização desse sistema, torna-se mais difícil praticar a fraude de identidade, pois o reconhecimento facial é exato e elimina a necessidade de documentos em papel.

Praticidade nas transações

Alguns serviços financeiros oferecem a realização de transações, como pagamentos, por meio de reconhecimento facial. Além disso, os caixas eletrônicos têm adotado a essa tecnologia meio de identificação.

Controle de acesso

Esse sistema pode auxiliar como um meio de controle para garantir que apenas pessoas autorizadas tenham acesso a determinados locais, como salas de reuniões, centros de treinamentos, laboratórios e cofres.

A biometria já é presente na vida das pessoas e sua utilização engloba todos os setores da sociedade, inclusive os empresariais, financeiros e de segurança. A tendência é que sua utilização cresça ainda mais, trazendo mais tecnologia, praticidade e seguridade.

Na idwall, utilizamos biometria em nossa solução de Face Match, que compara a foto do documento de identidade com uma selfie tirada durante o processo de cadastro, e em nosso SDK Mobile, que solicita que o indivíduo sorria, como uma prova de vida. Assim, garantimos que seu usuário é realmente quem ele diz ser.

Quer conhecer melhor o que podemos fazer por suas estratégias de cadastro, verificação de identidade e compliance? Entre em contato pelo formulário abaixo:

Related Posts

Loading Facebook Comments ...