Home OutrosAnti-fraude Como os fraudadores estão usando o Pix?

Como os fraudadores estão usando o Pix?

by Fabiana Lima
Como os fraudadores estão usando PIX

O PIX chegou trazendo muitos benefícios para as empresas e usuários. Ao mesmo tempo em que despertou dúvidas e propiciou um cenário ideal para os fraudadores. Embora o sistema seja bastante seguro – pelo menos é o que tem mostrado até aqui, a ferramenta está sendo amplamente usada na aplicação de golpes.

A vantagem do PIX para os fraudadores é a mesma para os usuários bancários e as empresas: a agilidade na transferência do dinheiro. Com o PIX, o cidadão faz a transferência e em poucos segundos é compensada na conta do destinatário. Para aproveitar a novidade do novo serviço, os fraudadores estão criando métodos mais sofisticados de violação. 

Neste artigo, você vai descobrir como os fraudadores estão usando o PIX para aplicar golpes. Saiba mais a seguir!

4 maneiras como os fraudadores estão usando o PIX

Golpes com o PIX via WhatsApp

A forma mais comum que os fraudadores estão usando o PIX na aplicação é em golpes via WhatsApp. O canal de mensagens é a principal forma de atuação. Existem alguns modelos de golpe acontecendo. 

Um deles é com a clonagem do serviço de mensageria. O usuário tem o aplicativo clonado pelo golpista, que tem acesso aos seus contatos e começa a enviar mensagens em nome do dono do número. Nas mensagens, o criminoso pede que uma transferência seja feita para ajudá-lo por meio de um PIX. 

Em outra estratégia, o criminoso tem acesso às informações de uma pessoa e seus contatos no celular, cria uma nova conta no WhatsApp e começa a enviar mensagens para esses contatos. Da mesma forma que no exemplo anterior, o golpista pede para que as pessoas enviem uma transferência para ajudá-lo com alguma emergência.

Centrais telefônicas falsas

O cidadão recebe o contato de uma pessoa se fazendo passar por um funcionário de banco ou outro tipo de serviço financeiro. Na ligação, o criminoso diz que vai ajudar a pessoa a cadastrar sua chave PIX ou que precisa fazer um teste com o sistema de pagamentos para regularizar o cadastro da pessoa. 

Para isso, induz a vítima a fazer uma transferência como teste. As instituições bancárias nunca solicitam os dados dos clientes ou que façam testes com o PIX.

Bug no PIX

Em mensagens e vídeos compartilhados pelas redes sociais, os criminosos aplicam o golpe do “bug” do PIX. O conteúdo diz que por causa de um erro no sistema de pagamentos instantâneos, a vítima consegue ganhar o dobro do valor transferido para chaves aleatórias. Essas chaves são de golpistas que vão receber os valores transferidos pelas vítimas. 

De acordo com o Banco Central, não há bugs no sistema do PIX. Mensagens como essas, que prometem prêmios e dinheiro fácil, são as mais comuns nas redes sociais e fazem muitas vítimas. 

Pré-cadastro no PIX

Por meio de e-mails e mensagens em aplicativos de mensagens ou redes sociais, os criminosos realizam ataques em massa com a falsa promessa de pré-cadastro no PIX. No texto, pedem ao usuário que acesse um link e preencha seus dados para realizar o cadastro no sistema de pagamentos instantâneos.

Ao preencher as informações, a pessoa não faz nenhum cadastro no PIX, mas envia suas informações para os criminosos. 

O que os brasileiros podem fazer para não serem vítimas de fraudes financeiras?

Utilize as dicas abaixo para orientar seus clientes e ajudar a evitar que sejam vítimas de vazamentos. Veja as orientações abaixo:

Não clicar em links desconhecidos

Links de formulários, ofertas, promoções ou qualquer tipo de ação que possa gerar suspeita não devem ser clicados e abertos. Oriente seus clientes a sempre desconfiar desse tipo de conteúdo, principalmente aqueles que contém benefícios e prêmios muito vantajosos. 

Utilizar apenas páginas oficiais

As informações sobre serviços bancários, preenchimento de formulários e senhas, além de outras informações só podem ser inseridas nos ambientes oficiais do banco. Informe seu cliente sobre quais são esses ambientes (site e aplicativo) para que ele saiba exatamente quais acessar. 

Fazer o cadastro do PIX

Oriente o cliente a cadastrar a chave PIX no site ou aplicativo oficial do banco. Isso evita que os fraudadores usem os dados dos clientes para criar chaves e aplicar golpes, além de garantir que o cliente já tem sua chave cadastrada.

Essas orientações são importantes para proteger os clientes e impedir que os fraudadores cometam crimes em seus sistema, mas não é o suficiente. É preciso aumentar a segurança nos processos de cadastro de novos clientes para impedir que os fraudadores utilizem o ambiente da sua empresa para aplicar golpes. A idwall pode te ajudar a reforçar a sua segurança, tornando seu processo de onboarding mais efetivo. Preencha o formulário abaixo e converse com nossos especialistas.

Related Posts

Loading Facebook Comments ...