Home OutrosMercado Compliance: entenda os custos de não estar em conformidade

Compliance: entenda os custos de não estar em conformidade

by Mariana González
compliance

Aqui no blog, você já leu sobre o que faz uma área de compliance, como acertar ao implementar um programa de conformidade na sua empresa e como montar uma equipe interna de compliance. Se a importância de ter esses cuidados ainda não ficou clara, vamos falar agora sobre o impacto financeiro decorrente de não estar em compliance.

Estruturar e seguir os preceitos de compliance gera custos para os negócios, mas eles devem ser enxergados como investimentos. Isso acontece porque, como vamos mostrar a seguir, não se preocupar com a conformidade leva a despesas e a prejuízos muito maiores e que podem, efetivamente, ser desastrosos ou até mesmo irreversíveis.

Entenda agora, então, quais são os custos e as consequências negativas de não estar em compliance.

Investimento x despesa

O valor necessário para que sua empresa esteja em compliance é consideravelmente menor do que os custos da não-conformidade. De acordo com estudo do Ponemon Institute publicado em 2017, o compliance custa o equivalente a 222 dólares por colaborador, enquanto o não-compliance resulta em uma despesa de cerca de 820 dólares por funcionário.

Segundo o relatório, os custos médios anuais de compliance ficam em torno de 5,47 milhões de dólares. Isso inclui funcionários para a equipe interna, equipamentos, procedimentos padronizados, terceirização de demandas de conformidade etc. Enquanto isso, o prejuízo gerado por problemas resultantes da falta desses cuidados é de, em média, 14,82 milhões de dólares por ano.

Vê-se, então, que escolher investir em compliance impede a perda de valores ainda mais significativos.

Não obediência aos processos de KYC e de AML

O compliance não é, por si só, exigido por lei. Entretanto, ele é fundamental para que sua empresa possa obedecer aos processos de KYC e de AML, além de obedecer à Lei Anticorrupção. Foi mediante a aprovação dessa lei, aliás, que compliance começou a tornar-se um termo cada vez mais presente no mundo corporativo brasileiro.

Caso uma infração a essas leis seja descoberta durante uma auditoria, por exemplo, sua empresa precisará arcar com multas de até 20% do faturamento bruto da empresa. Esse valor pode ser reduzido caso a própria organização denuncie a situação de irregularidade. Por outro lado, caso não seja possível mensurar exatamente esse faturamento, a multa pode ser fixada em até 60 milhões de reais.

Prejuízos à imagem da empresa

Além da média de 14,82 milhões gastos anualmente por causa da falta de conformidade, as empresas que se encaixam nesse quadro também apresentam perdas imensuráveis.

Hoje, mais do que nunca, há uma grande preocupação sobre o assunto até mesmo por parte do público consumidor. Enquanto isso, empresas que valorizam estar em compliance não podem — e não querem — ter negócios irregulares como parceiros, fornecedores etc.

Portanto, os danos à imagem da sua empresa resultantes da não-conformidade podem levar à desvalorização do negócio, à queda no valor das ações e à diminuição nas vendas e no número de clientes. Assim, o prejuízo por causa desse cenário aumenta ainda mais.

É preciso levar em consideração, ainda, que a recuperação da imagem e da reputação da companhia exigirá esforços de diversas frentes — o que, por consequência, leva a novos gastos. Isso apenas fortalece o fato de que, quando o assunto é compliance, prevenir é melhor do que remediar.

Mesmo não sendo obrigatória por lei, seu alcance e importância são tão significativos para os processos e o crescimento de qualquer negócio que a conformidade torna-se efetivamente fundamental. Além de reduzir os custos e evitar prejuízos, estar em compliance resulta em melhores relações comerciais e abre caminho para que a empresa cresça de forma saudável e escalável.

Como mostramos, não estar em compliance prejudica a sua empresa de diversas formas. Portanto, é importante analisar regularmente maneiras de fortalecer a gestão de conformidade no seu negócio, acompanhar as tendências sobre o assunto e, quando necessário, estudar as melhores maneiras de terceirizar determinadas demandas.

Quer garantir onboarding e verificação de identidade em compliance com KYC, AML e outros procedimentos do seu mercado? Temos soluções de OCR, face match e background check para garantir que seus usuários são quem eles dizem ser. Entre em contato abaixo e converse com um de nossos especialistas:

Related Posts

Loading Facebook Comments ...