Home Outros Consulta de mídias negativas: por que pesquisar notícias em seus processos de KYC e PLD

Consulta de mídias negativas: por que pesquisar notícias em seus processos de KYC e PLD

by Mariana González
pesquisar-noticias-em-KYC

Ao aceitar novos clientes ou formar parcerias de negócio, é fundamental entender quem é a pessoa jurídica ou física com quem sua empresa vai se associar. No mercado financeiro, tais atos preventivos não são apenas importantes, mas obrigatórios. Para as empresas que querem dar um passo além em suas estratégias de mitigação de riscos, pesquisar notícias em KYC e PLD/AML é uma estratégia eficaz e inovadora quando feita de forma automatizada.

Se antigamente acompanhar as notícias do seu mercado de atuação era uma demanda lenta e trabalhosa que dependia quase que inteiramente do trabalho manual, a tecnologia possibilita ferramentas modernas e ágeis para que você saiba o que está sendo dito sobre empresas e indivíduos antes que sua empresa comprometa-se com eles.

As tradicionais buscas na internet deram lugar a serviços automatizados de pesquisa na mídia para averiguar envolvimento com atividades ilícitas e criminosas, entre outras situações que podem trazer prejuízos à reputação do seu negócio. Mas o que é exatamente essa verificação? E por que você deveria incluí-la nos processos de KYC e de PLD/AML da sua organização? Acompanhe.

Por que fortalecer os processos de AML

Especialmente para instituições do mercado financeiro, é imprescindível tomar medidas preventivas para impedir o envolvimento com outras empresas ou com pessoas físicas associadas a procedimentos proibidos e ilícitos, como lavagem de dinheiro, corrupção e condições de trabalho análogas à escravidão.

Para tanto, as empresas colocam em prática uma série de demandas para atender a Lei de Prevenção à Lavagem de Dinheiro, as regulamentações do seu setor de atuação e todos os compliances de cada respectivo mercado.

Porém, o aumento tanto da competitividade quanto dos riscos que as empresas correm faz com que seja necessário fortalecer as medidas preventivas de segurança. Assim, pesquisar o que é falado da pessoa ou da instituição na mídia mostra-se uma opção a mais para garantir que é interessante fazer negócio com uma entidade ou tê-la como cliente.

Pesquisar notícias em KYC e de PLD/AML não é um processo obrigatório, mas é bastante comum no exterior, especialmente nos Estados Unidos e na Europa, onde é chamado de adverse media ou negative news search.

Por que verificar a reputação na mídia de clientes e parceiros

Dentro dos mercados financeiro e bancário, principalmente, atrelar-se a uma empresa ou pessoa como parceira, sócia, cliente, fornecedora etc. está sujeito a extensas leis e regulamentações, como a Lei de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e a Resolução 3876, que proíbe a aprovação de crédito e a movimentação financeira para empresas associadas a condições de trabalho análogas à escravidão.

Existem fontes regulamentadas para tais consultas, como o registro de Specially Designated Nationals and Blocked Persons da OFAC para prevenção ao terrorismo e a Lista do Cadastro de Empregadores que Tenham Submetido Trabalhadores a Condições Análogas à de Escravo, do Ministério Público do Trabalho.

A vantagem de reforçar a consulta às fontes oficiais com a pesquisa por mídias negativas é que, muitas vezes, o envolvimento de empresas e pessoas jurídicas com tais situações ilegais é descoberto e anunciado primeiramente pela imprensa. Portanto, essa verificação pode apontar situações ainda não finalizadas judicialmente ou envolvendo determinado sócio, mas não a empresa em si, por exemplo.

Outro benefício é que, por meio de uma solução automatizada de consulta aos principais portais de imprensa, é possível fazer verificações recorrentes para acompanhar a reputação da entidade consultada em um contexto mais amplo — você provavelmente não vai querer atuar ao lado de uma empresa que já tenha aparecido na mídia associada a escândalos de corrupção, por exemplo, mas o risco reputacional para o seu negócio é ainda maior se tais ocorrências forem muito frequentes.

O que é a pesquisa por mídias negativas

Pesquisar notícias em KYC e PLD/AML de forma automatizada vai muito além de simplesmente pesquisar o nome de uma pessoa física ou de uma empresa na internet. A demanda pela consulta de mídias negativas, feita de forma manual, funciona apenas para quem precisa de quantidades muito pequenas de verificações e, portanto, não é escalável.

Isso porque uma pesquisa automatizada por mídias negativas, além de efetivamente retornar quais são as menções à pessoa ou organização na imprensa, também emprega tecnologias de machine learning para trazer mais dados relevantes sobre a reputação da entidade pesquisada na mídia.

Trata-se de algo mais complexo que, normalmente, demandaria a leitura de todas as notícias mais recentes para identificar qualitativamente o conteúdo encontrado, e não apenas quantitativamente. Com a automação, você tem todas as informações necessárias de forma mais concisa e direta, o que permite uma análise muito mais rápida da pesquisa.

A automação da pesquisa de notícias é feita por meio de inteligência artificial, machine learning e Natural Language Processing (NPL), que avaliam o sentimento atrelado a cada entidade citada na notícia e do texto como um todo: negativo, positivo ou neutro. Dessa forma, você não apenas acompanha o que é dito sobre quem foi pesquisado, mas também a que tipo de conteúdo a pessoa ou empresa está associada, mesmo que não seja a protagonista da matéria.

Reputação para além do KYC

A busca por mídias negativas também contribui para o conhecimento sobre situações controversas ou indesejadas por sua empresa, mesmo que não diretamente relacionadas a atividades ilícitas — especialmente se estiverem conectadas a desvios de valores da sua organização, como diversidade ou consciência ambiental, por exemplo. Com a velocidade com que as notícias se espalham hoje, principalmente por causa das redes sociais, a associação com tais entidades pode prejudicar também a reputação do seu negócio.

E, como não há fontes oficiais para verificar esse tipo de ocorrência, a pesquisa por mídias negativas mostra-se uma ferramenta eficaz para verificar se possíveis clientes, parceiros e fornecedores agem de forma desalinhada ao que sua empresa busca e promove.

Como mostramos, pesquisar notícias em KYC e PLD garante mais complexidade e eficácia para as estratégias de mitigação de riscos, além de reforçar a atuação preventiva e proteger a reputação da sua empresa. Então, aproveite que tal procedimento ainda não é obrigatório e saia na frente da sua concorrência.

A idwall conta com o serviço de Mídias Negativas e está pronta para automatizar essa demanda e fortalecer ainda mais os seus processos de KYC e PLD. Quer saber mais? Preencha o formulário abaixo e entre em contato com nossos representantes comerciais:

Related Posts

Loading Facebook Comments ...