Home OutrosAnti-fraude 5 formas de marketplaces se prepararem para a Black Friday e evitar fraudes

5 formas de marketplaces se prepararem para a Black Friday e evitar fraudes

by mariliabafutto
formas-de-evitar-fraudes-em-marketplaces-black-friday.png

A Black Friday é um grande evento no calendário dos marketplaces e e-commerces, bem como na agenda do consumidor. As ações promocionais são aguardadas e planejadas durante todo o ano, mas o aumento do fluxo de usuários nos sites desses negócios nessa época do ano pode abrir brechas para que fraudes ocorram nessas plataformas. 

Além de ser uma medida de segurança para a organização, existem regulamentações que enquadram os marketplaces como participantes dos arranjos de pagamento. Com isso, procedimentos de verificação de dados, tanto de lojistas quanto de consumidores, se tornaram essenciais para prevenção aos crimes que estão previstos na Lei da Lavagem de Dinheiro.

Existem sanções e multas destinadas a essas plataformas caso esses procedimentos não sejam realizados, e também, a consequência de fraudes nos marketplaces ocasionam prejuízos financeiros enormes. 

Por isso é essencial que os marketplaces e os e-commerces se preparem para receber essa quantidade de usuários nas suas plataformas e se previnam quanto às tentativas de fraude. Veja 5 formas de marketplaces se prepararem para a Black Friday! 

  1. Verificação das informações de lojistas

As fraudes que ocorrem nos marketplaces podem acontecer tanto do consumidor para o lojista, mas também do lojista para o consumidor. 

São muitos os relatos de consumidores que efetuaram uma compra e nunca receberam o produto, ou receberam produtos que não são condizentes com o que foi exposto no marketplace. 

É muito importante realizar a verificação das informações dos lojistas cadastrados para entender a idoneidade da loja. Desde a análise da validade do CNPJ ou MEI utilizado, pendências financeiras e até mesmo inadimplência. 

Para realizar essa análise existem processos de verificação e validação dos dados informados, realizados de maneira automatizada, como o background check.  Essas soluções realizam consultas em fontes públicas e privadas, dos dados de pessoas físicas e jurídicas, permitindo que essa análise da veracidade das informações seja realizada.

  1. Verificação dos dados cadastrais dos consumidores

De igual importância a validação das informações dos lojistas, verificar se os dados informados pelos consumidores que se cadastram nessas plataformas para efetuar as compras, são condizentes é essencial. 

Existem muitos tipos de fraudes que ocorrem nessas situações como a auto fraude, quando o próprio consumidor realiza a compra do produto e logo em seguida solicita o estorno do valor após receber o produto, afirmando que não foi recebido ou que não foi o próprio quem efetuou o pedido. 

Além disso, situações de compras realizadas com dados falsos ocasionadas por roubo de dados e fraude de identidade são muito comuns, seja por cartões de crédito clonados ou até mesmo roubados, por exemplo. 

  1. Previna fraudes de identidade com tecnologia 

Conforme citado acima, são inúmeras as tentativas e oportunidades de fraudes exploradas nos marketplaces, entretanto a tecnologia é aliada desses negócios no momento de combate. 

No caso das fraudes de identidade, por exemplo, soluções de reconhecimento facial reduzem o risco de que uma pessoa realize um cadastro na plataforma com dados falsos. Isso porque, durante o processo de cadastramento é exigido uma selfie que é comparada com a foto do documento enviado, certificando de que o usuário é realmente quem diz ser. 

  1. Processos de onboarding ágeis e seguros

Para garantir a experiência do usuário ao se cadastrar no seu marketplace e também a segurança do seu negócio é essencial que se tenha um processo de cadastramento, tanto de lojistas quanto de consumidores, eficaz. 

Uma forma de coletar as informações de forma rápida e assertiva é a tecnologia de OCR (Optical Character Recognition), ao solicitar uma foto de um documento de identificação do usuário, o OCR extrai esses dados e permite com que as informações sejam conferidas, de forma automática. 

  1. Gestão de riscos e compliance nos marketplaces

Conhecer o usuário é fundamental para prevenção e combate a fraudes, todos os itens citados acima são complementares nos processos de KYC (Know Your Customer)

Dessa forma, é possível que os marketplaces monitorem as ações que consideram suspeitas e consigam se atentar a transações nas suas plataformas que pareçam suspeitas. 

Por isso, uma operação segura com onboardings digitais reforçados e processos que estão de acordo com o compliance, trazem inúmeros benefícios como a aprovação de mais usuários nas plataformas, consumidores e lojistas, diminuição do número de fraudes e o aumento de transações financeiras seguras.

A idwall conta com soluções que ajudam os marketplaces a detectarem e se protegerem contra fraudadores e usuários mal-intencionados. Converse com o nosso time de especialistas e saiba mais como podemos ajudar a sua operação: 

Related Posts

Loading Facebook Comments ...