Home OutrosMercado Banking as a Service (BaaS): entenda essa nova forma de oferecer serviços bancários

Banking as a Service (BaaS): entenda essa nova forma de oferecer serviços bancários

by Mariana González
banking-as-a-service

Além da tendência do Open Banking, que será implementada este ano no Brasil pelo Banco Central, outro conceito vêm revolucionando o mercado financeiro: o de Banking as a Service (“banco como serviço”), também conhecido pela sigla BaaS.

O objetivo do Banking as a Service é inovar na forma com que os bancos e demais players do setor oferecem seus serviços aos clientes finais, fornecedores e parceiros de negócio. Para tanto, o BaaS se propõem a criar um fluxo completo de serviços integrados de forma rápida e em uma única plataforma — fluxo esse construído com as soluções de quantas empresas forem necessárias.

Continue a leitura para entender melhor o que é o Banking as a Service, quais são as vantagens e preocupações dessa forma de oferecer serviços e, ainda, qual a relação do BaaS com o Open Banking.

O que é Banking as a Service?

Oferecer produtos “as a service” — ou seja, pagos ou adquiridos de acordo com o uso — é uma modalidade de negócio cada vez mais comum. Um dos motivos para essa tendência é a busca crescente dos usuários por personalização e diferenciação; produtos de qualidade e preços competitivos se tornaram o mínimo e, indo muito além disso, é essencial fornecer também experiências envolventes, ágeis e diferenciadas.

Por meio do Banking as a Service, a empresa pode prestar serviços e oferecer soluções financeiras no formato em que os usuários querem utilizá-los, com mais flexibilidade e praticidade do que em um banco regular. Para a empresa prestadora do BaaS, a vantagem é a oferta de um leque mais amplo de serviços com uma necessidade menor de esforço operacional.

Dentro desse contexto, o Banking as a Service representa uma oportunidade de oferecer soluções mais alinhadas com as necessidades e expectativas do cliente. Além disso, o crescimento do BaaS possibilita que quaisquer empresas ofereçam serviços financeiros, mesmo aquelas que não operam como instituições bancárias.

Cartões de crédito, contas de pagamento, cartões pré-pagos, depósitos, transferências e pagamentos de boletos já não são mais serviços oferecidos apenas por bancos. Inclusive, muitas das empresas que chamamos de “bancos digitais” são fintechs, como a Neon e o Nubank.

Quais são as vantagens do BaaS?

Flexibilização dos serviços

A empresa interessada em implementar o Banking as a Service pode escolher oferecer apenas os serviços bancários que fazem sentido para seus clientes, e não tudo que um banco tradicional ofereceria.

Atração e retenção de clientes

Ao entender o que seus usuários querem e fomentar a disponibilização de serviços alinhados às necessidades deles, sua empresa aumenta as chances de atrair novos usuários e de reter os clientes. Afinal, os serviços bancários representam uma forma extra de eles interagirem e utilizarem a sua empresa, o que aumenta o valor que você gera para eles

E os cuidados necessários e principais preocupações?

É fundamental estar em compliance com as leis que governam o mercado financeiro e incluir features que vão além da oferta de um serviço financeiro. Outra grande preocupação é a segurança, que pode ser fortalecida por meio de uma autenticação de dois fatores, por exemplo.

Espera-se que o crescimento intenso das fintechs movimente a evolução do Banking as a Service, e vice-versa. Isso reforça a importância de bancos tradicionais e players inovadores atuarem lado a lado.

Related Posts

Loading Facebook Comments ...