Home OutrosInovação Pix em 2021: saque, Pix por aproximação e outros planos do Bacen

Pix em 2021: saque, Pix por aproximação e outros planos do Bacen

by Mariana González
pix-em-2021

Lançado em 16 de novembro de 2020 pelo Banco Central, o sistema de pagamento instantanêo Pix já contabiliza números expressivos: alcançando 25% dos brasileiros, o sistema somou mais de R$ 203 bilhões movimentados de novembro a janeiro. Por isso, o Banco Central tem diversos planos para o Pix em 2021, incluindo novos recursos.

A praticidade do Pix, a gratuidade do serviço e o fato de as transações poderem ser realizadas a qualquer dia e horário fizeram com que transações pelo Pix superassem as operações realizadas via TED e DOC menos de dois meses após a implementação plena do sistema de pagamento instantâneo.

E tudo isso em um contexto de crescimento cada vez mais significativo dos pagamentos digitais e do mobile banking, que ganharam ainda mais espaço em decorrência da pandemia de Covid-19. Além da praticidade, fazer pagamentos pelo celular e realizar transações online sem taxas e a qualquer momento também contribui para as medidas de distanciamento social.

Para saber mais sobre o Pix em 2021 e as novidades que o Bacen deve implementar este ano em seu sistema de pagamento instantâneo, continue a leitura.

O que o Bacen está preparando para o Pix em 2021

Durante o Fórum Pix, realizado no dia 28 de janeiro de 2021, o diretor de organização do Sistema Financeiro e de Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, divulgou os serviços que devem ser lançados para o Pix ao longo deste ano. Confira:

Saque Pix

A novidade visa trazer mais opções entre os pontos de atendimento em que o usuário pode realizar saques. Com o Saque Pix, um cliente poderá fazer uma transferência via PIx para um lojista, por exemplo, e receber o valor equivalente em dinheiro vivo.

Pix por aproximação

Com foco na agilidade e também visando trazer mais opções de uso do Pix, será possível realizar transferências por aproximação.

Integração do Pix com a lista de contatos

Dentro do aplicativo de cada banco, o Pix será integrado à lista de contatos do smartphone do usuário. Assim, será possível identificar mais rápida e facilmente quem, entre os seus contatos, tem uma chave Pix registrada.

Mecanismo de devolução

Em casos de suspeita de fraude ou de falha operacional nos sistemas das instituições que participam do Pix, o provedor de serviços de pagamento do recebedor poderá acionar um mecanismo de devolução de recursos.

O objetivo da implementação do mecanismo é oferecer uma camada de proteção adicional aos usuários, além de otimizar o processo de devolução de recursos errônea ou indevidamente transferidos.

QR Code offline

O Bacen estuda possibilitar que usuários realizem transações pelo Pix via QR Code mesmo sem acesso à internet, o que pode ajudar a aumentar e democratizar ainda mais a adesão ao sistema de pagamento instantâneo.

Conta salário no Pix

Movimentações na conta salário poderão ser feitas por meio do Pix.

Pix Garantido

Esse é o nome para uma novidade que talvez não chegue para o Pix em 2021, mas que começará a ser estruturada no segundo semestre. Quando o Pix Garantido for implementado, será possível parcelar transações pelo sistema de pagamento instantâneo, possibilitando o parcelamento sem a necessidade de um cartão de crédito.

Pix Débito Automático

Outro novo recurso que vai ser estruturado mais a fundo no segundo semestre, possibilitando cadastrar contas para débito automático pelo Pix e também a efetivação de pagamentos recorrentes.

Pix Agendado

Além do débito automático, o Bacen também quer possibilitar que os clientes agendem pagamentos e transferências com o Pix, assim como já é possível com TEDs e DOCs.

Limite igualado ao das TEDs

Uma mudança já implementada pelo Bacen em 1º de março igualou o limite das transações via Pix ao das transferências eletrônicas diretas (TEDs). No caso de compras pagas com o Pix, o limite passou a ser equivalente ao limite máximo do cartão de crédito.

Antes dessa mudança, as instituições financeiras participantes do Pix fixavam os limites do pagamento instantâneo com base em um percentual do limite diário e mensal para TEDs ou compras com o cartão de débito.

O Banco Central promete trabalhar continuamente em novos recursos para o Pix em 2021 e nos próximos anos, conforme o sistema de pagamento instantâneo se torna cada vez mais parte do dia a dia dos brasileiros.

Como sempre falamos aqui no blog da idwall, a segurança é fundamental para promover relações de confiança entre empresas e seus clientes. Investir em soluções de validação de identidade é fundamental para que os bancos consigam operar com maior segurança e aproveitar ao máximo as inovações do setor, como o Pix. Quer saber como a idwall pode ajudar a sua instituição financeira a acompanhar essas mudanças? Fale com os nossos especialistas pelo formulário abaixo:

Related Posts

Loading Facebook Comments ...