Home Outros Conheça seu cliente: Saiba por que o Know Your Customer é tão importante para a saúde do mercado financeiro

Conheça seu cliente: Saiba por que o Know Your Customer é tão importante para a saúde do mercado financeiro

by Karina Menezes
a importância de fazer o know your customer no mercado financeiro

Você já deve ter ouvido falar sobre a expressão “Know Your Customer” – ou, aqui no Brasil, “conheça seu cliente”. Ela se refere a uma série de normas que regulam as operações de organizações financeiras, e foram elaboradas com o objetivo de manter o equilíbrio do mercado e reduzir os riscos aos quais essas empresas estão expostas. Essas regras são aplicadas desde o primeiro contato de um cliente com a instituição financeira, ainda no momento da abertura de conta. 

Com os procedimentos de “know your customer”, espera-se identificar de onde vêm o patrimônio e recursos financeiros do cliente, de forma a prevenir a ocorrência de crimes como o financiamento ao terrorismo e lavagem de dinheiro. Esse processo também possibilita determinar o perfil financeiro do usuário com mais facilidade, abrindo oportunidade para ofertas de determinados produtos. 

Neste texto, vamos falar sobre como surgiu o know your customer, quais são as principais etapas de identificação desse processo e quais os departamentos responsáveis por aplicá-las. 

O Know Your Customer e o Comitê da Basileia

O Know Your Customer surgiu por iniciativa do Comitê de Basileia, entre os anos de 2001 e 2003, para estabelecer procedimentos comuns às instituições financeiras do mundo inteiro e facilitar o compartilhamento de informações entre os diferentes países. 

Fundado em 1974, durante um período de fragilidade do mercado financeiro após a extinção do Sistema Monetário Internacional, o Comitê de Supervisão Bancária da Basileia foi criado pelos principais supervisores bancários dos países do G-10. Com isso, o objetivo é não somente oferecer um ambiente comum de supervisão às atividades bancárias de todos os países, como reforçar a segurança dessas operações e facilitá-las. 

O programa de KYC estabelecido pelo Comitê envolve alguns pontos essenciais aos quais as organizações financeiras devem estar atentas, como a elaboração de políticas de aceitação do cliente, procedimentos de identificação do usuário e o monitoramento frequente de contas de alto risco. 

Quais informações são solicitadas em um procedimento de “conheça o seu cliente”?

Uma das primeiras etapas do KYC consiste na abertura de uma ficha pelo gerente responsável pela conta dentro da organização financeira – esse formulário deve identificar alguns aspectos pertencentes ao cliente, denominados de qualificações. Entre os dados que devem ser solicitados nesse momento, estão: 

  • Informações de identificação do cliente
  • Descrição da situação financeira do solicitante
  • Informações sobre a execução de atividades profissionais no exterior
  • Informações sobre possíveis empresas do cliente fora do país
  • Informações sobre a capacidade financeira presumível e de investimento do cliente
  • Descrição do nível de relacionamento entre o responsável pela abertura da conta e o cliente
  • Descrição do processo de prospecção
  • Referências pessoais e profissionais analisadas 
  • Descrição das instituições financeiras utilizadas pelo cliente
  • Situação patrimonial 
  • Especificar a porcentagem de distribuição patrimonial do cliente (imóveis, rendas fixas e variáveis, etc)
  • Declaração em que o responsável pela conta confirmará que conhece seu cliente, realizou visitas e tem certeza que não há irregularidades, tendo certeza sobre a origem de seu patrimônio. 

Quem deve ser o responsável pelos procedimentos de Know Your Customer? 

Embora não haja uma determinação sobre quais departamentos dentro de uma instituição financeira devem realizar os procedimentos de Know Your Customer, quem costuma executar a função é a área de cadastros

A abertura da ficha de KYC é atribuída ao gerente responsável pela conta – após esse processo, as informações seguem para validação e aprovação do seu superior direto, sendo encaminhadas então ao time de compliance da organização e ao responsável pela prevenção à lavagem de dinheiro. 

Um ponto importante que deve ser de atenção para as empresas é a necessidade de reavaliação recorrente do cliente – mesmo que o processo de KYC seja efetuado no início do relacionamento com o usuário, a situação financeira dele está sujeita a mudanças. Portanto, suas informações devem ser atualizadas constantemente. 

Automatização do KYC

Devido ao alto volume de validações, as instituições financeiras têm optado por automatizar partes do procedimento de Know Your Customer, garantindo um processo de cadastro mais ágil e seguro para a organização financeira e otimizando a experiência do usuário. 

Essa automatização pode acontecer por meio de ferramentas que envolvem consulta de dados em fontes públicas e privadas de informação, por exemplo. Entre em contato conosco pelo formulário abaixo e saiba como nossas soluções podem automatizar seu processo de onboarding digital: 

Related Posts

Loading Facebook Comments ...