Home OutrosBackground Check Seu banco elabora um modelo de risco de crédito eficiente?

Seu banco elabora um modelo de risco de crédito eficiente?

by mariliabafutto
risco de crédito

Além da conjuntura econômica global, as consequências financeiras após o cenário pandêmico dos últimos anos alcançou também o bolso dos brasileiros que passaram a buscar por créditos e financiamentos. Com o aumento da procura, os bancos e instituições financeiras precisaram adaptar e inovar seus modelos de avaliação de risco de crédito para, assim, conseguir atender a demanda e manter a segurança da sua operação.

Nos últimos anos, a tecnologia tornou- se uma grande aliada do setor financeiro. A quantidade de empresas que desenvolveram uma oferta de serviços financeiros no formato digital e por meio de tecnologia, como as fintechs, por exemplo, tiveram um crescimento de quase 28%, só em 2020

Diante da inovação no formato de oferta de produtos e serviços financeiros, inúmeras instituições financeiras passaram a digitalizar suas operações e seus processos, utilizando tecnologias como machine learning e inteligência artificial, para se manterem competitivas no mercado. Portanto, como saber se seu banco elabora um modelo de risco de crédito eficiente? Continue a leitura e entenda mais sobre! 

O que é risco de crédito?

Risco de crédito é uma análise realizada por instituições financeiras, que avalia o perfil de quem está solicitando crédito, ou financiamento, seja uma pessoa física ou jurídica, e determina qual a probabilidade dessa pessoa honrar ou não o pagamento da dívida feita com a instituição, ou seja, de ser inadimplente.

Leia mais aqui: Modelagem de risco de crédito: o que é?

A busca por crédito no Brasil cresceu, o Índice Neurotech de Demanda por Crédito (INDC) registrou um aumento de 25% em março deste ano, comparado ao de 2021. Frente a esse aumento e a necessidade de os bancos se estruturarem para realizar uma análise do risco de crédito rápida, que atenda a demanda e assertiva, a tecnologia vem sendo utilizada para automatizar esse processo e acelerar a tomada de decisão nessas instituições. 

Mas como funciona a análise de risco de crédito? 

A análise de risco de crédito é uma forma de minimizar os prejuízos financeiros das instituições ao concederem crédito a pessoas físicas ou jurídicas que podem vir a ser inadimplentes, ou seja, não honrarem o compromisso de retornar o valor do crédito para a instituição.

Para realizar essa análise as instituições financeiras buscam realizar consultas acerca dos dados do solicitante a partir do seu CPF ou CNPJ, a partir de uma metodologia chamada Know Your Customer (KYC), processo que consiste na checagem de dados do cliente. 

Esse processo é realizado para que os bancos e as instituições financeiras estejam de acordo com as medidas regulatórias como a PLD, Prevenção a Lavagem de Dinheiro, e entre outras regulamentações como a de prevenção ao financiamento ao terrorismo.

Nessas consultas são avaliados a veracidade dos dados de identificação do solicitante, de modo a ter a certeza de que é realmente quem diz ser, a situação cadastral junto a Receita Federal, e outras fontes, públicas ou privadas, que buscam analisar os dados financeiros e econômicos do solicitante como, por exemplo, se tem alguma dívida em seu nome. 

Após a validação dos dados da pessoa ou empresa solicitando um crédito junto a instituição, nos padrões e critérios estabelecidos pela própria empresa, é calculada a probabilidade de que esse solicitante retorne ou não o crédito à instituição.

Mas para além dos dados financeiros e socioeconômicos, existem variáveis, também definidas pela própria instituição, que complementam as informações do perfil de risco de crédito do solicitante, os C’s do crédito: Caráter, Capacidade, Capital, Colateral (ou garantias), Condições, Conglomerados. Os “C’s” do crédito consistem em uma das metodologias utilizadas pelas instituições no momento de avaliar o crédito a ser concedido.

Podemos exemplificar como essas variáveis são consideradas a partir de uma pesquisa do SEBRAE, de que, durante o período de pandemia, 60% dos donos de pequenos negócios tiveram o pedido de crédito negado nos bancos, sendo a maioria por falta do colateral, ou seja, a garantia.

Como saber se o seu banco elabora um modelo de risco de crédito eficiente?

Tendo em vista a quantidade de informações que precisam ser verificadas, o processo de consulta, quando realizado manualmente pode ser longo, demorado e abrir margem para que erros aconteçam. 

Para conseguir coletar o maior número de informações necessárias para o processo de análise de risco de crédito de forma rápida e assertiva, as instituições financeiras abriram as portas para que soluções tecnológicas com inteligência artificial e machine learning, automatizem as buscas de dados, enriquecendo suas informações para melhor tomada de decisão acerca da concessão do crédito. 

Podemos observar esse movimento de inovação dentro dessas empresas a partir do estudo realizado pela Pulse, que ressaltou que decisões de risco orientadas por uma Inteligência Artificial (IA) já é vista como fundamental para melhoria em muitas áreas

Entretanto, não é a realidade para grande parte das empresas, para se ter uma ideia da precisão na resposta do modelo de risco de crédito nas instituições financeiras, o estudo da Pulse afirma ainda que, não mais que 21% dessas empresas consideram sua análise de risco de crédito precisas e em ao menos 76% das vezes que foram realizadas.

Um modelo de risco de crédito eficiente, que concede créditos e financiamentos com segurança, exige que as instituições financeiras busquem inovar na agilidade do tempo de resposta, e experiência dos solicitantes em suas plataformas, por meio da tecnologia. 

O mercado já conta com tecnologias que realizam a consulta e a busca de dados em fontes públicas e privadas, de forma automatizada, assertiva e segura, como o Background Check da idwall. A solução de Background Check tem como finalidade buscar e verificar as informações cadastrais enviadas por um usuário, pessoa física ou jurídica, garantindo mais agilidade e praticidade em seus processos.

Utilizado em um modelo de risco de crédito, a solução de validação e verificação de dados fornece à instituição financeira as informações necessárias para que a metodologia escolhida de concessão de crédito pela empresa, seja realizada de forma rápida acelerando a tomada de decisão, reduzindo as chances de erros e auxiliando no combate à fraude.

Em meio às rápidas mudanças de um mercado que ainda está se adaptando aos meios digitais, garantir a confiança é essencial e tecnologias como a da idwall podem auxiliar o processo com uma maior precisão dos perfis de risco de crédito, entre em contato com os nossos especialistas e saiba mais sobre as nossas soluções:

Related Posts

Loading Facebook Comments ...