Home Background Check Como fazer uma auditoria due diligence: veja o checklist com os principais passos

Como fazer uma auditoria due diligence: veja o checklist com os principais passos

by Nathalia Paz
checklist-auditoria-due-diligence

Entre as inúmeras empresas que surgiram no mercado nos últimos anos, as startups destacam-se por serem companhias inovadoras que buscam operar a baixos custos.

Entretanto, devido às incertezas e aos riscos do mercado, um dos principais desafios enfrentados por esses e outros negócios está relacionado à atratividade de investidores.

Com intuito de mitigar todos os perigos que envolvem a realização de um investimento, as instituições fazem uso de procedimentos que buscam trazer maior clareza sobre suas realidades.

Um desses procedimentos é a auditoria due diligence, investigação que permite avaliar todos os riscos envolvendo um negócio.

Continue a leitura para entender melhor como ele funciona e como implementá-lo na sua empresa.

Por que fazer uma auditoria due diligence?

As empresas devem estar atentas a todos os detalhes que envolvem as questões financeiras, legais e tributárias ao realizar qualquer tipo de transação que envolva investimentos ou gastos financeiros com outra instituição.

A realização do processo ajuda as instituições a descobrir fraudes cometidas pelos clientes, funcionários ou fornecedores da empresa em análise.

Além disso, é capaz de identificar fraquezas operacionais, avaliar os riscos e oportunidades e permite identificar se o negócio a ser adquirido é realmente o que parece ser.

O passo a passo do due diligence

O primeiro passo para iniciar uma auditoria due diligence é reunir uma equipe de profissionais da área de administração, controladoria, finanças, contabilidade, tributos, recursos humanos e valuation.

Vale ressaltar que o procedimento não é padronizado, sendo flexível para a negociação em questão, seja para transações de venda e compra de produtos, seja para fusões ou aquisições.

Cada caso envolve a elaboração de perguntas que devem ser respondidas ao longo do processo. O intuito das questões é coletar o máximo de informações possíveis e, assim, auxiliar a tomada de decisões.

checklist-auditoria-due-diligence

Listamos alguns itens que devem ser analisados na hora de executar o processo de due diligence:

  • Informações sobre a organização: englobam o compartilhamento do estatuto social da empresa, lista de acionistas e suas participações, certificado de idoneidade, registro na bolsa de valores, contratos e qualquer informação sobre suas operações de negócio;
  • Informações financeiras: análise do saldo de contas a pagar e receber, das despesas fixas e variáveis, do demonstrativo do resultado do exercício, de fluxo de caixa e balanço patrimonial dos últimos três anos e parecer do auditor externo das auditorias realizadas.

Aqui, cabe também a análise dos contratos de financiamento realizados pela empresa. Em síntese, será realizada uma verificação dos controles financeiros;

  • Impostos: declarações de imposto municipal, estadual e federal dos últimos três anos;
  • Ativos físicos: como a lista de arrendamento de equipamentos e a relação de compra e venda dos últimos três anos;
  • Contratos: tanto de vendas quanto de compras e acordos de parceria;
  • Gestão e funcionários: compartilhamento detalhado dos registros da política corporativa relativos a contratação e benefícios, além do número de funcionários e suas funções e responsabilidades. Ademais, vale ter em mãos a descrição de quaisquer conflitos trabalhistas nos últimos três anos;
  • Clientes e fornecedores: relação dos principais clientes e relação de todos os fornecedores;
  • Imóveis: relação de qualquer imóvel pertencente à empresa;
  • Questões ambientais: se a empresa utiliza-se de substâncias tóxicas ou controladas, é necessário saber de que maneira esses produtos são usados e armazenados;
  • Produtos e serviços: relação de todos os produtos e serviços existentes ou em desenvolvimento;
  • Propriedade intelectual: compartilhamento de patentes e a quem elas pertencem.

     A implementação da auditoria due diligence na empresa

O principal objetivo do processo é traçar o perfil da empresa e confirmar se os dados disponibilizados na negociação são verdadeiros. Para isso, atestam-se as demonstrações contábeis, financeiras, trabalhistas, tributárias e de contingências jurídicas.

O resultado de todas as avaliações tem como finalidade indicar a real situação da empresa em questão e os riscos atrelados a ela.

O processo costuma ser realizado por uma empresa de auditoria, que fica responsável pela realização de testes visando validar as demonstrações apresentadas.

Percebe-se que é um longo trabalho, realizado por uma equipe que, normalmente, vai até a empresa. Os testes são validados com a análise dos documentos apresentados, por exemplo, confrontando o saldo de bancos com os extratos bancários.

Isso faz com que o procedimento seja caro e demorado, além de correr riscos de falhas humanas, pois todos os documentos são verificados por uma pessoa.

Hoje, tempo é dinheiro, e processos cada vez mais rápidos e ágeis são buscados no mercado. Com isso, surgiram empresas focadas em agilizar e simplificar essas etapas.

Tecnologias para a verificação automatizada de identidade permitem a consulta de dados de clientes ou de parceiros de uma forma prática e ágil, garantindo assim a segurança do seu negócio.

Com isso, você pode ter fácil acesso às informações necessárias, como dívidas e processos jurídicos ou trabalhistas.

Quer saber como a idwall pode ajudar o seu negócio a fazer um background check de empresas rápido e eficiente, agilizando sua auditoria due diligence? Entre em contato com nossos especialistas agora mesmo!

Related Posts

Loading Facebook Comments ...