Home OutrosMercado Financeiro Número de contas digitais abertas no Brasil supera a marca de 250 milhões, segundo estudo da idwall
contas digitais

Número de contas digitais abertas no Brasil supera a marca de 250 milhões, segundo estudo da idwall

by Gabriel Duque

O Ranking de Onboarding Digital 2021, desenvolvido pela idwall e divulgado no último idsummit, trouxe muito mais do que dados sobre o mercado de onboarding das instituições financeiras e a avaliação da experiência dos usuários nos processos de cadastro e abertura de conta. O nosso levantamento também mostrou informações importantes sobre a bancarização da população brasileira, como por exemplo, o rápido aumento no número de contas  digitais.

Segundo a pesquisa realizada em parceria com o Cantarino Brasileiro, avaliando 41 instituições financeiras de acordo com as opiniões de usuários reais, o Brasil já ultrapassou a marca de 250 milhões de contas digitais abertas na soma dos últimos anos. O que já supera, inclusive, o tamanho da população no país.

Somente em 2021, de janeiro a setembro, a projeção indica a abertura de pelo menos 115 milhões de contas. 

Estes números indicam a digitalização tanto das instituições financeiras oferecendo serviços digitais, como da maturidade digital dos clientes que preferem cada vez mais usufruir dessas possibilidades.

Das 10 instituições mais usadas, incluindo bancos tradicionais e os bancos nascidos digitais, todas contam com abertura e encerramento de contas digitais, por exemplo.

Veja também a divulgação do ranking no Valor Econômico:
Brasileiros usam mais bancos digitais como conta principal e buscam melhores taxas, diz pesquisa

Aumento do número de contas por pessoas

Além disso, também fica clara a tendência crescente das pessoas se filiarem a múltiplas instituições financeiras.

De acordo com o nosso levantamento, a quantidade do número médio de instituições utilizadas por pessoa vem subindo a cada ano. Em 2019, eram 2,1. Em 2020, passou para 3,2 e, agora em 2021, chegou a 3,9.

Ainda conforme a análise, quanto maior a renda salarial e o nível de escolaridade, maior o número de contas usadas. Os mais jovens também tendem a utilizar mais contas.

Dessa forma, as instituições podem observar que vão precisar melhorar seus serviços, processos de onboarding, entre outros requisitos, para conquistar tais consumidores.

Até porque outro dado relevante do estudo revela que 75,8% dos clientes estão dispostos a trocar de um banco convencional por um banco digital. Esse número também tem subido nos últimos anos (2019 era 71,9% e 2020 era 75,3%).

Entre os principais motivos elencados pelos usuários para a mudança de conta, estão melhores tarifas e serviços, menor burocracia e facilidade na abertura da conta.

Por isso, quer saber como seu banco pode ganhar competitividade no cenário atual e impulsionar a abertura de contas digitais? Acesse o nosso estudo completo gratuitamente e veja todos os resultados.

Assim, você terá informações valiosas para melhorar o processo de onboarding na sua instituição, atraindo e retendo mais clientes.

Quero o Ranking de Onboarding Digital 2021!

Leia também:
Como fornecer uma boa experiência digital sem sacrificar a prevenção de fraudes?
Jornada do usuário em bancos: como melhorar a experiência do cliente?
Por que os millennials estão preferindo os bancos digitais
Tecnologia bancária: tendências e desafios de segurança para 2022

Related Posts

Loading Facebook Comments ...